Ranking Web of Repositories : a mais famosa colocação para os repositórios em acesso livre inclui redes sociais para acadêmicos para conscientizar os responsáveis de repositórios

A nova edição do Ranking Web of repositories  de janeiro de 2015 está disponível com dados de
julho de 2014.  É uma classificação dos repositórios digitais institucionais ou área temática que disponilizam documentos em acesso livre.

Os critérios para aparecer na classificação são muito simples : os repositórios tem que ter um nome de domínio ou sub-domínio próprio e deve incluir pelo menos artigos científicos “peer-reviewed”.

Número de páginas indexadas pelo Google, excluding rich files  (Peso 10%)
visibilidade : combinação (raiz quadrada) entre número de links exteriores indicando uma página do repositório e o número de domínio citantes seguindo dois bancos de dados  dos links : Majestic SEO and ahref. Os 10 domínios mais citantes são eliminados (Peso 25 %)

Altmetrics : Citações das fontes como Academia.edu, Facebook, LinkedIn, Mendeley, ResearchGate, Slideshare, Twitter, Wikipedia (all editions), Wikipedia (English edition),  YouTube and Scribd (novo nesta edição). (Peso: 25%).  nas tabelas os dados são incluídos com “Visibilidade”.

Rich files:  o número dos arquivos em  pdf, doc+docx e ppt+pptx indexados pelo Google  (peso 10%).

Scholar:  Duas variáveis do  Google Scholar são combinadas: o número de documentos publicados no período 2010-2014 (novo período nesta edição) e o número total de artigos. (Peso 30%)

o mais interessante é o aviso sobre ResearchGate, Academia.edu e Mendeley : O Webometrics inclui esses 3 serviços dentro da classificação dos portais, mais avisa que é porque os autores estão colocando publicações deles  dentro desses serviços em vez de colocar em repositórios institucionais. O pouco valor adicionado fornecido pela geração atual das ferramentas de repositório e a incapacidade dos webmasters dos repositórios para fortalecer gestão de perfil e outros parâmetros individuais são responsáveis dessa tendência “unfortunate”.

   O Webometrics quer mostrar as grandes performances desses 3 serviços concorentes para aumentar a consciência. Ele é extremamente necessário para melhorar os repositórios com  orientação para os utilizadores finais (autores) .

topportalsrespositories

Fonte : Webometrics. JANUARY 2015: New edition with updated info. 16th edition! http://repositories.webometrics.info/en/node/25.
Artigo describing the ranking : Aguillo, I.F., Ortega, J.L., Fernández, M., Utrilla, A.M. (2010). Indicators for a webometric Ranking of Open Access Repositories. Scientometrics, 82 (3): 477-486. ( author’s edition in Open Access)


Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *